top of page
  • Foto do escritorDaniel Pellegrini Lemos

Comportamento Felino - Conheça seu gato

Atualizado: 10 de jun.


   Olá! Seja bem-vinda(o) ao nosso Blog! É muito bom ter você aqui com a gente.

 

   Esse post é o primeiro de uma série sobre várias questões importantes que você precisa saber sobre o comportamento felino. Vamos começar?



temperamento dos gatos

   Primeiro, uma pequena introdução sobre como é formada a personalidade, que depende basicamente de dois fatores: Da genética e do ambiente onde seu filhote nasceu e viveu.

   Gatos possuem algumas restrições na sua forma de interação social. Apesar de brincarem muito bem entre si, na maior parte do tempo preferem estar sozinhos. Também não curtem longos e apertados abraços, ou qualquer movimento que os faça sentir reprimidos.

   É importante entender essas características para criarmos formas de interação que não os façam se sentir ameaçados e amedrontados. Gatos mal compreendidos são um prato cheio para relações com tensão, stress e agressividade com tutores desinformados. Controle seu instinto “Felícia”!!!

 

   Isso não significa que eles não são capazes de demonstrar afeto ou de interagirem de forma carinhosa com humanos e outras espécies, mas para que isso aconteça alguns pré-requisitos são importantes: Entender a sua história e, importantíssimo, as características do ambiente onde ele vive. Esse espaço deve ser rico em recursos e objetos para sua distração - brinquedos, tocas e esconderijos são bastante apreciados.

   O ambiente não deve gerar qualquer tipo de stress no seu cotidiano, o que pode interferir não apenas no seu comportamento como na sua saúde também. (Veremos em outros posts sobre saúde felina aqui no Blog que o stress está relacionado à várias doenças – Fique de olho!).

   Entender que essas características precisam ser respeitadas é fundamental para criar um ambiente de harmonia.

 

Como é o seu gato?

   Se ele for mais introvertido, arredio ou desconfiado, seja mais comedida(o) nas suas interações. Evite movimentos bruscos, que podem ser interpretados como agressivos.    

   Faça carinho apenas quando ele pedir, caso contrário não insista. Dê-lhe espaço até ele se sentir seguro e acolhido. Espalhe pela casa objetos que o façam se sentir protegido, como tocas ou objetos que funcionem como esconderijos.

 

E se seu gato for do tipo extrovertido?

   Crie brincadeiras e proponha atividades desafiadoras para ele. Carinhos frequentes são bem-vindos, mas cuidado para não exagerar! Observe pelos sinais para garantir que seu bichano não se sinta estressado nem acuado.

 

Comente aqui, como é o temperamento do seu gato? Quais as estratégias você usa para mantê-lo feliz e tranquilo?



7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Yorumlar


bottom of page